ISSN: 2697-0708DOI: 10.51443/RestauraRios
RestauraRios
Revista RestauraRios Nº 1 Creative Commons License

Aproximação multi focal para a recuperação hidromorfológica da bacia do rio Gaià

García Burgos, E. • Bardina, M. • Munné, A. • Solà, C.

Resumo

A bacia do rio Gaià, província de Tarragona, está regulada desde 1975 pela presença de uma barragem para uso industrial e rega, que durante muitos anos provocava que o tramo final do rio estivesse seco, e por tanto não chegasse ao mar. O regime hídrico da bacia é temporal em condições naturais, com um marcado caráter mediterrâneo e torrencial. Desde 2011 se estabeleceu um regime de caudais ambientais o que permitiu a recuperação da dinâmica natural no tramo baixo de Gaia. Respeitando a temporalidade natural da bacia. Esta medida junto com atuações de restauração morfológica como a Alameda de Santes Creus e outras atuações que pretendem eliminar pressões e impactos significativos, estão facilitando a progressiva recuperação da diversidade estrutural e biológica do ecossistema fluvial. A custódia fluvial, como ferramenta da conservação da bacia permite a consolidação das atividades educativas que levem a cabo as associações meio ambientais como a Sínia, básicas para a governança participativa e social, assim como também outras atividades para avaliar a diversidade biológica e a evolução do meio fluvial na bacia de Gaia como o projeto, outros estudos de seguimento, chaves para a gestão adaptativa.

A participação social foi muito importante para poder conseguir um consenso sobre o equilíbrio entre os usos da água associados a barragem e o respeito dum regime de caudais ecológicos, que se conseguiu graças às reuniões regulares de uma comissão com todos os agentes sociais implicados (associações ambientais, indústrias, juntas de freguesia e administração hidráulica).

Palavras chave

Rio Gaià, Custódia fluvial, Caudal ecológico, Restauração fluvial, Governança

Descarga artigo em formato PDF
Últimos artigos
Broekman, A. • Garófano-Gómez, V. • Martínez-Capel, F. • Sánchez-Plaza, A.
García Burgos, E. • Bardina, M. • Munné, A. • Solà, C.
Gracia, A. • Valdor, P.F. • Cloux, I. • Tejón, S.
Esta publicação está subsidiada com fundos do Programa LIFE da União Europeia.
Esta publicação representa um ponto de vista do editor da mesma. A Comissão Europeia não se faz responsável pelo uso do seu conteúdo.
CENTRO IBÉRICO DE RESTAURACIÓN FLUVIAL
Departamento de Geografía y Ordenación del Territorio
C/ Pedro Cerbuna, s/n • Universidad de Zaragoza • 50009 Zaragoza
Web: www.cirefluvial.com • Correio eletrônico:
Copyright 2021 © Centro Ibérico de Restauração Fluvial  •  CIF: G85631729
Desenho logo: JorgeDiaz.me  •  Desenho web: Sergiodelgado.net